PUBLICIDADE

Poesia Falada de Manoel de Barros homenageia o centenário do poeta

30/09/2016
Compartilhe:
|

Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Fundação Municipal de Cultura, com o apoio da Fundação Manoel de Barros, realiza o Projeto Circuito Centenário Manoel de Barros – Poesia Falada, que acontece com o principal objetivo de homenagear o centenário do poeta.

O projeto será apresentado em dez escolas, cujas crianças do ensino fundamental, estão participando durante o ano do Projeto da Secretaria Municipal de Educação "100 anos de Manoel de Barros: O menino que Carregava Água na Peneira". 

O espetáculo também acontecerá em mais dois grandes eventos da prefeitura: o Dia da Criança que será comemorado no dia 7 de outubro, no Horto Florestal, aberto ao público de 7h às 17h, com diversas atrações e no dia 2 de dezembro que acontecerá a finalização do Projeto da Semed com a apresentação de todos os trabalhos realizados durante o ano, em todas as escolas da Rede Pública Municipal, no Horto Florestal, com a participação de centenas de crianças.

Entre os principais objetivos, o espetáculo Poesia Falada de Manoel de Barros, visa celebrar o centenário do Poeta Manoel de Barros, disseminando o conhecimento de suas poesias entre as crianças, povoando o imaginário infantil com a linguagem cênica das poesias faladas;contribuir para o fomento da literatura e para o fortalecimento da leitura; promover a construção do conhecimento e oportunizar o lazer.

Pietro Lara – O Ator

As poesias serão encenadas e vivenciadas, por Pietro Lara, ator e contador de estórias, utilizando a fala, o gesto, o movimento e sons. Declamador e personagem se fundem a serviço da poética visual de Manoel de Barros, nos mostrando imagens que traduzem ou que representem os poemas e poesias. Como: “O menino que carrega água na peneira a vida toda”. 

Para a trilha sonora sons do entardecer pantaneiro

Para o cenário, figurino e objetos utilizados serão os propostos pelo autor em seus poemas, como: os trapos para se fazer poema, peneira para carregar água, um pente, uma árvore, sacos de lixos, retratos de formatura, coisas sem préstimos.
As poesias foram selecionadas seguindo um conceito cronológico de criação: que nasce com a palavra e depois evolui para o poema, matéria de poesia, fazedor de amanhecer, até chegar na infância, faixa etária do público alvo.

A proposta tem dramaturgia aberta, fazendo com que o público também participe do jogo cênico, das poesias, proporcionando em alguns momentos a interatividade com a plateia. A apresentação tem duração de 30 minutos, com classificação livre.

A seguir, a agenda com as escolas sorteadas para receber o espetáculo:

14 de outubro de 2016 - sexta-feira
8h30 -E.M. professora flora guimarães rosa pires
15h - E.M. professora dandanunes

17 de outubro de 2016 - segunda-feira
8h45 – E.M. João Evangelista Vieira de Almeida
14h30 - E.M. Consulesa Margarida Maksoud Trad

18 de outubro de 2016 - terça-feira
8h30  - E.M. Professora Iracema mariavicente   
14h30 - E.M. Doutor Tertuliano Meirelles

20 de outubro de 2016 - quinta-feira
8h30 - E.M. Etalívio Pereira Martins
15h - EM Geraldo Castelo

21 de outubro de 2016 - sexta-feira
7h30 - E.M. Professora Ana Lúcia de Oliveira Batista
15h - E.M. Professora Eulália Neto Lessa

Peça sua Música
Obrigado por participar! =)
Tag3 - Desenvolvimento Digital